domingo, 14 de novembro de 2010

ORAÇÃO PARA PEDIR AJUDA DIVINA

Ajuda
Meu Deus, a Quem adoro, meu Rei, Alvo de meu desejo! Com que língua Te posso expressar minha gratidão? De minha incúria, Tu me despertaste. Eu me afastara, mas, ajudado por tua graça, volvi-me a Ti. Eu estava como morto; animaste-me com a água da vida. Do meu estado esmorecido, Tu me ressuscitaste com o fluxo divino de Tuas palavras emanadas da Pena do Todo-Misericordioso.-
        Ó Divina Providência! Todos os seres existentes são gerados através de Tua graça; não os prives das águas da Tua generosidade, nem os impeças de se aproximarem do oceano de Tua mercê. Rogo-Te que me ajudes e ampares, em todos os tempos e sob todas- as condições e, do céu da Tua graça, busco Teu favor antigo. Tu és, em verdade, o Senhor bondoso e o Soberano do Reino Eterno.
  Ó Tu, Cuja Face é o objeto de minha adoração, Cuja beleza é meu santuário! Tua corte é o meu alvo, e Tua lembrança, o que eu desejo. Teu afeto é o que me consola, Teu amor é a -causa do meu ser, e Teu louvor, meu companheiro. Ó Tu Cuja proximidade é minha esperança e Cuja Presença é o que mais alme-jo – minha aspiração suprema! Não me negues, eu Te -imploro, as -coisas destinadas aos eleitos entre Teus servos, e provê-me do bem deste mundo- e do vindouro. Tu és, em verdade, o Senhor da -criação. Não há outro Deus além de Ti, O que sempre perdoa, o Mais -Generoso.
Ó meu Deus! Peço-Te, por Teu nome mais glorioso, que me ajudes naquilo que faça com que os interesses de Teus servos prosperem e Tuas cidades progridam. Tu, verdadeiramente, tens poder sobre todas as coisas!
Louvado seja Teu nome, ó Deus. És, em verdade, nosso -Senhor; estás ciente de tudo o que está nos céus e na terra. Faze descer sobre nós, pois, um sinal de Tua misericórdia. Verdadeiramente, Tu és inexcedível entre aqueles que mostram misericórdia. Todo louvor a Ti, ó Senhor. Ordena para nós, de Tua presença, o que possa confortar os corações dos sinceros entre Teus servos. Glorificado és Tu, ó Deus; és o Criador dos céus e da terra e daquilo que entre eles há. És o Senhor soberano, o Santíssimo, o Onipotente, a Suma Sabedoria. Magnificado seja Teu Nome, ó Deus! Faze descer da Tua presença sobre aqueles que acre-ditaram em Deus e em Seus sinais, um poderoso auxílio que os capacite a prevalecer sobre a humanidade em geral.
Não removas, ó Senhor, a mesa festiva que se estendeu em Teu nome, nem apagues a chama ardente, acesa com Teu fogo inextinguível. Que Tuas Águas Vivas, murmurando com a melodia de Tua glória e Tua lembrança, não deixem de fluir, e Teus servos não sejam privados da fragrância de Teus doces aromas, donde emana o perfume do Teu amor.
        Senhor! Transforma a angústia de Teus santos em sossego, suas durezas em conforto; muda-lhes a humilhação em glória, e a tristeza em júbilo e êxtase, ó Tu que seguras nas mãos as rédeas de toda a humanidade!
        És, em verdade, o Deus Uno, o Poderoso, o Onipotente, a Suprema Sabedoria!
Senhor! Lastimáveis somos nós: concede-nos Teu favor. Somos pobres: dá-nos uma fração do oceano de Tua riqueza. Satisfaze as nossas necessidades e livra-nos da humilhação, através de Tua glória. Todas as aves, como os animais do campo, recebem de Ti seu sustento diário, e todos os seres são objetos de Teus -cuidados e de Tua mercê.
        Não prives este frágil ser humano de Tua graça maravilhosa e, através de Teu poder, favorece com Tua generosidade esta alma desfalecida.
        Dá-nos o nosso pão de cada dia e concede Teu acréscimo nas coisas necessárias à vida, para que dependamos só de Ti, comunguemos inteiramente Contigo, prossigamos em Teu Caminho e declaremos Teus mistérios. És o Todo-Poderoso, o Deus de Amor; és Quem provê a toda a humanidade.
Ó Senhor! Somos fracos: fortalece-nos. Ó Deus! Carecemos de conhecimentos; torna-nos conhecedores. Ó Senhor! Somos pobres; enriquece-nos. Ó Deus! Estamos mortos; vivifica-nos. Ó Deus! Somos a própria humilhação; glorifica-nos em Teu reino. Se Tu nos ajudares, Ó Senhor, nos tornaremos estrelas cintilantes. Se não nos ajudares, nos tornaremos inferiores à terra, Ó Senhor! Fortalece-nos. Ó Deus! Confere-nos vitória. Ó Deus! Capacita-nos a sobrepujar o ego e superar o desejo. Ó Senhor! Livra-nos da escuridão do mundo material. Ó Senhor! Vivifica-nos através do sopro do Espírito Santo de modo que possamos nos -levantar para Te servir, nos empenhemos em Te adorar, e nos -esforcemos em Teu reino com a máxima sinceridade. Ó Senhor! Tu és poderoso! Ó Deus, Tu és clemente! Ó Senhor, Tu és compassivo!-
Ó tu que estás te volvendo a Deus! Fecha teus olhos a tudo o mais, e abre-os para o reino do Todo-Glorioso. A Ele, exclusivamente, pede o que quer que desejes; Dele, exclusivamente, busca o que quer que busques. Com um olhar realiza Ele cem mil esperanças, num relance cura cem mil doenças incuráveis, com um vislumbre aplica um bálsamo em toda ferida, com um aceno livra os corações dos grilhões do sofrimento. Assim Ele procede, e que recurso temos nós? Ele cumpre a Sua Vontade, Ele ordena o que Lhe apraz. Assim, te é melhor curvares a cabeça em submissão, e colocar tua confiança no Senhor Todo Misericordioso.
Ó Deus, meu Deus! Estes são Teus servos fracos, Teus leais escravos e Tuas servas que se curvaram diante de Tuas Palavras excelsas e se humilharam em Teu Limiar de luz e deram teste-munho de Tua unicidade, através da qual se fez brilhar o sol em esplendor meridiano. Escutaram o chamado que levantaste de Teu Reino Oculto e, com corações trêmulos de amor e êxtase, responderam à Tua convocação.
        Ó Senhor, concede a todos eles os copiosos eflúvios de Tua misericórdia; faze descer sobre todos eles as chuvas de Tua graça. Faze-os crescer como belas plantas no jardim do céu e das nuvens plenas e transbordantes de Tuas dádivas e das fontes profundas de Tua abundante graça, faze com que esse jardim floresça, e conserva-o sempre verdejante e glorioso, sempre fresco, iluminado e belo.
        Tu és, verdadeiramente, o Forte, o Excelso, o Poderoso, Aquele único que, nos céus e na terra, permanece inalterável. Nenhum outro Deus há, salvo Tu, o Senhor dos sinais e símbolos manifestos.
Ó Tu, Provedor! Sopraste sobre os amigos no Ocidente a doce fragrância do Espírito Santo e, com a luz da guia divina, iluminaste o céu ocidental. Fizeste com que os outrora remotos se aproximassem de Ti Próprio; transformaste estranhos em afetuosos amigos; despertaste aqueles que dormiam; tornaste atentos os negligentes.
        Ó Tu, Provedor! Ajuda esses nobres amigos a conquistarem Teu beneplácito. Torna-os igualmente benévolos para com estranhos e amigos. Faze-os entrarem no mundo que perdura para todo o sempre;- concede-lhes um quinhão da graça celestial; faze com que sejam verdadeiros bahá’is, sinceramente de Deus; protege-os de aparências exte-riores e estabelece-os firmemente na verdade. Torna-os sinais e emblemas do Reino, estrelas luminosas acima dos horizontes desta vida inferior. Que sejam conforto e consolo para a humanidade e promotores da paz do mundo. Extasia-os com o vinho de Teu desíg-nio e permite que todos eles trilhem o caminho de Teus mandamentos.
        Ó Tu, Provedor! O mais acalentado desejo deste servo de Teu Limiar é ver os amigos do Oriente e Ocidente em abraço íntimo; é ver todos os membros da sociedade humana reunidos com amor numa mesma grande congregação, como as gotas d’água reunidas num único e poderoso mar; é contemplar todos como aves num único jardim de rosas – como pérolas do mesmo oceano, folhas de uma única árvore, raios do mesmo sol.
        Tu és o Grande, o Poderoso; és o Deus de Fortaleza, o Onipotente, o que tudo Vê.
Ó Divina Providência! Lastimáveis somos nós; concede-nos Teu socorro. Somos errantes sem lar; abriga-nos à sombra de Teu refúgio. Estamos dispersos; une-nos. Tu nos vês perdidos; reúne-nos a Teu rebanho. Eis-nos destituídos; confere-nos um quinhão e porção. Achamo-nos sequiosos; conduze-nos ao manancial da Vida. Somos fracos; fortalece-nos para que possamos levantar-nos em auxílio à tua Causa e nos imolarmos em sacrifício vivo no caminho da guia
Ó Deus, meu Deus! Esta Tua serva Te invoca, depositando em Ti a confiança, volvendo a Ti a face e implorando-Te que sobre ela derrames Tuas graças celestiais, que lhe reveles Teus mistérios do espírito, e irradies sobre ela as luzes da Tua Deidade.
        Ó meu Senhor! Faze com que os olhos de meu esposo enxerguem. Regozija seu coração com a luz do conhecimento de Ti, atrai sua mente à Tua luminosa beleza, e alegra-lhe o espírito pela -revelação de Teus esplendores manifestos.
        Ó meu Senhor! Levanta Tu o véu que lhe obstrui a visão. Faze chover sobre ele Tuas graças abundantes; inebria-o com o vinho do amor por Ti; transforma-o num de Teus anjos, cujos pés andam sobre a Terra ao mesmo tempo em que suas almas voam através dos altos céus. Faze com que se torne como lâmpada brilhante a irradiar a luz de Tua sabedoria em meio a Teu povo.
        Verdadeiramente, Tu és o Precioso, o Que sempre concede, o Dadivoso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário